Advogado home office: tudo que você precisa saber

advogado home office, Advogado home office: tudo que você precisa saber

Assim como outros profissionais de diversas outras áreas, os advogados tiveram de se adaptar. Principalmente em função da pandemia de Covid-19, há uma tendência cada vez maior pela atuação do advogado home office.

No entanto, saiba que, mesmo diante deste cenário, é possível ser produtivo. Dessa forma, o que veio como necessidade, pode acabar se tornando permanente, se você souber as dicas certas e souber se adaptar. Leia para entender!

1.      Entenda o que é o trabalho de advogado home office

O advogado home office atua na forma de teletrabalho, tema sobre o qual já falamos aqui. Relembre, então, que ele foi consolidado no ano de 2017, com a Lei 13.467, também conhecida como Reforma Trabalhista.

Dessa forma, é ela quem define o que é trabalhar em regime home office, em seu artigo 75:

‘Art. 75-B. Considera-se teletrabalho a prestação de serviços preponderantemente fora das dependências do empregador, com a utilização de tecnologias de informação e de comunicação que, por sua natureza, não se constituam como trabalho externo.

Ou seja, em outras palavras, o advogado home office é aquele serviço em que você atua fora do seu local fixo de trabalho. Então, isso pode ser na sua casa, numa cafeteria, num coworking ou onde você quiser, mas não no escritório convencional.

Ainda, em função da pandemia, foi feita a Medida Provisória 927. Na prática, o que ela fez foi reduzir o tempo em que o patrão precisa informar aos seus empregados que eles atuarão a partir do teletrabalho.

2.      Tenha um bom planejamento

Bom, agora que você já sabe o que é ser um advogado home office, é hora de começar a se planejar. Saiba que trabalhar de casa pode ser ótimo por vários motivos. Porém, por outro lado, também acaba se tornando um desafio.

Afinal, é muito fácil deixar de trabalhar para cuidar da casa, das redes sociais ou de qualquer outra coisa que não seja o trabalho propriamente dito, concorda? Você precisa criar estratégias para evitar que essas distrações ocorram.

Leia mais:  As redes sociais no marketing do seu escritório de advocacia

Para isso, o primeiro passo é organizar a si próprio. Ou seja, defina horários, metas e crie um planejamento para curto, médio e longo prazo sobre o que deseja atingir. Ele será o seu guia a partir de agora, e é isso que você deverá cumprir.

3.      Aprenda a organizar o espaço à sua volta

advogado home office, Advogado home office: tudo que você precisa saber

Como falei acima, é muito fácil cair na tentação de fazer qualquer outra coisa que não seja trabalhar. Então, além de criar um bom planejamento a respeito das suas metas, horários, etc, é bom organizar também o espaço à sua volta.

Ou seja, crie uma espécie de escritório remoto que vai funcionar, por exemplo, na sua casa. Para que você tenha um melhor rendimento, é necessário que tenha um espaço destinado somente ao seu trabalho.

Então, crie isso num cômodo específico. Neste cômodo, você não deve ter nada que possa distrai-lo, como cama, televisão, jogos e afins. Além disso, é claro, você deve ter todos os materiais que precisa à sua disposição.

Arrume, portanto, um espaço com computador, impressora e o que mais você julgar necessário. Além disso, prepare o fundo onde você senta com o computador, uma vez que ele deverá aparecer nas suas reuniões virtuais.

Pense, ainda, que isso não precisa ser necessariamente na sua casa. Hoje em dia, existem diversos espaços de coworking que podem ser úteis. Além disso, dependendo de como estiver a pandemia e as normas relacionadas a ela, cafeterias podem ser outra opção.

4.      Tenha uma boa rotina de trabalho

Esta quarta dica para ser um bom advogado home office está diretamente relacionada às duas anteriores. Se ter um planejamento bom é essencial e organizar o espaço ajuda muito, então ter uma rotina complementa ambos.

Leia mais:  Boas práticas para um controle efetivo de prazos jurídicos

Se você começar a trabalhar cada dia em um horário diferente, sua vida vai ficar uma bagunça. Assim, tanto o aspecto profissional quanto o pessoal vão ser afetados, e o seu rendimento certamente vai piorar muito.

Para resolver esse problema, portanto, o melhor que você tem a fazer é criar uma rotina. Para isso, crie horários de trabalho preestabelecidos, em que você não irá fazer nada além de trabalhar.

Então, não deixe nada nem ninguém atrapalhar você. Informe às pessoas na casa que, durante aquele período, você não pode ser incomodado, a não ser em casos emergenciais.

Além disso, mesmo para as suas pausas é bom criar horários. Defina, por exemplo, que a cada hora de trabalho você pode parar por 10 minutos para um café, para ir ao banheiro ou simplesmente para relaxar a mente em silêncio.

5.      Aposte no marketing digital para advogado home office

Hoje em dia, o marketing tem evoluído bastante, e para muito além do tradicional. Como advogado home office, você precisa estar por dentro disso, se não pode arriscar ficar sem clientes.

Assim, saber a importância do marketing jurídico faz toda a diferença. Para isso, existem algumas estratégias específicas, tanto no meio offline quanto no online.

Não menospreze, porém, a importância de estar na internet. Afinal, é através dela que você provavelmente vai conseguir uma boa parte dos seus clientes. Então, é importante destinar parte do seu tempo e do seu investimento para isso também.

6.      Trabalhar em equipe é possível

advogado home office, Advogado home office: tudo que você precisa saber

Muitas pessoas creem que ser advogado home office significa fazer tudo sozinho. Na verdade, não é bem assim. Pelo contrário, você pode muito bem ter uma equipe sem qualquer tipo de impeditivo.

Para isso, existem muitas ferramentas que permitem o contato. Por exemplo, o Google Drive, o Dropbox, os aplicativos de gerenciamento de tarefas como o Trello e as ferramentas de videochamada, como o Skype e o Zoom, são grandes facilitadores.

Leia mais:  Gestão jurídica: 8 dicas para melhorar a sua

Através deles, a distância fica apenas no aspecto físico, porque a facilidade de trabalhar em conjunto é grande. Assim, você pode se comunicar diretamente com uma equipe remota, até mesmo com um assistente virtual, se você julgar necessário.

7.      Saiba como lidar com o cliente

Seguindo as dicas anterior, estar trabalhando como advogado home office não significa esquecer dos seus clientes. Você pode muito bem manter o contato ao mesmo tempo em que não marca reuniões físicas.

Primeiramente, os mesmos aplicativos de videochamadas que você pode utilizar com a sua equipe também servem para os clientes. E ainda há outras facilidades, inclusive menos formais, como o WhatsApp.

Neste caso, porém, o ideal é que você tome o cuidado de criar um WhatsApp Business, que é profissional. Assim, você pode configurar em quais dias e horários serão os atendimentos, de modo que você não precisa ficar 24 horas à disposição do cliente.

Além disso, nada proíbe que você visite o seu cliente, se for necessário. Assim, o teletrabalho como advogado não significa necessariamente ficar em casa o tempo inteiro.

8.      Software jurídico para advogado home office

É bem verdade que até aqui já listei uma série de ferramentas interessantes para advogado home office. No entanto, há algo mais que vou apresentar agora, que é o software jurídico. Com ele, sua atuação profissional vai melhorar muito, além de se tornar mais simples.

Dessa forma, há vários critérios através dos quais você pode escolher o software jurídico ideal. Então, o importante é analisar se ele tem características como facilitação para o acompanhamento e gerenciamento de processos, facilidade no faturamento, etc.

Indicamos, aqui, que você venha conhecer o GOJUR, que é um dos melhores softwares jurídicos do mercado. Então, para fazer um teste grátis, clique aqui!

Compartilhe este conteúdo

Deixe uma resposta