Tecnologia na advocacia: as 7 principais tendências

tecnologia na advocacia, Tecnologia na advocacia: as 7 principais tendências

A tecnologia na advocacia permite a otimização de recursos e da gestão do seu escritório. No entanto, não existe uma só maneira de fazer isso, de modo que as inovações são cada vez mais intensas.

Em vista disso, preparamos esta publicação especial, resumindo as 7 principais tendências para os próximos anos. Então, siga lendo para se informar sobre o tema!

1.      O uso da inteligência artificial

Primeiramente, começamos a falar das tecnologias na advocacia com a inteligência artificial, que hoje em dia afeta positivamente diversas áreas. Para quem trabalha com Direito, não é diferente, e é possível tirar vantagem desse processo.

Inclusive, é até mesmo possível que o seu escritório de advocacia já esteja utilizando algumas dessas ferramentas e você não tenha se dado conta. Isto é comum, por exemplo, em questões de processamento e armazenamento de dados.

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) impactou nesse sentido, e fez com que todos tivessem de se adaptar. Por isso, é necessário estar pronto e adaptado a novas leis como esta, para que não acabe ferindo os direitos dos usuários do seu site, por exemplo.

Além disso, as tarefas de automação podem auxiliar bastante na gestão do escritório, como vamos falar mais à frente. Elas ajudam a otimizar o tempo de trabalho, reduzindo a necessidade de operar tarefas repetitivas.

2.      A aplicação da tecnologia da advocacia 5.0

Outro conceito importante que você precisa entender é o de advocacia 5.0. De forma geral, ela permeia toda a tecnologia na advocacia e está presente em cada aspecto desse post. Ainda assim, é preciso deixar mais explícito o que ela significa na prática.

Antes da advocacia 5.0, o conceito utilizado era o de advocacia 4.0. Neste caso, então, já havia a aplicação de algumas ferramentas que temos hoje em dia, como é o caso da automação que falamos anteriormente.

Assim, no conceito 4.0, várias inovações começaram a surgir, sobretudo com relação à análise e armazenamento de dados, à computação em nuvem, à segurança de TI, à internet das coisas, entre outros.

Leia mais:  Receber adicional de insalubridade e de periculosidade simultaneamente é permitido?

O avanço da sociedade 5.0 se dá em particular na questão da inovação, buscando novas soluções, em especial para resolver as necessidades humanas. Ou seja, avançando os avanços 4.0 com as informações, a 5.0 visa otimizar resultados ligando as pessoas com o ciberespaço.

Na área jurídica, os advogados devem buscar incorporar as novas tecnologias e métodos provenientes da advocacia 5.0. Assim, isto está relacionado até mesmo com a mentalidade que você atua.

3.      Os profissionais autônomos e o conceito de nômades digitais

tecnologia na advocacia, Tecnologia na advocacia: as 7 principais tendências

Você já ouviu falar nos nômades digitais? Este é um conceito que cada vez mais se fortalece na tecnologia na advocacia, e você logo vai entender o porquê. Antes disso, porém, é necessário entender exatamente o que isso significa.

Então, na prática, ser um nômade digital, significa que, em resumo, o profissional não possui um ambiente fixo de trabalho, podendo realizar as suas atividades de forma flexível. Sendo assim, em geral utilizam-se dispositivos com acesso à internet, de modo que seja possível ganhar toda essa flexibilidade.

Assim, muito dos créditos que tornam isso possível vão para serviços como os softwares de gestão em nuvem. Portanto, em vez de ficar preso no escritório com milhares de papeis, eles permitem a facilidade de acessar de qualquer lugar qualquer documento armazenado.

Atualmente, os nômades digitais trabalham bastante em ambientes de coworking e até de cafeterias. Por isso, até mesmo ambientes específicos para esta atividade têm sido criados. Complementarmente, você pode trabalhar home office e ter o mesmo benefício.

4.      Desdobramentos da tecnologia na advocacia: o mercado das criptomoedas

Quem nunca ouviu falar nas famosas criptomoedas, não é verdade? Elas estão presentes em todos os noticiários com frequência. No entanto, isso não significa que todo mundo domine exatamente o que significa e as oportunidades que isso traz.

Leia mais:  O que é a indústria 5.0 na advocacia e quais são suas características

No caso da advocacia, não quer dizer que você precisa investir em criptomoedas para ganhar dinheiro. Em vez disso, a ideia é que você possa se especializar nestas áreas, tendo em vista que é tudo muito novo e há poucos profissionais realmente qualificados.

Dito isso, as moedas digitais utilizam tecnologias chamadas de blockchain, além de serem criptografadas para garantir maior segurança. Desse modo, essa tecnologia carece de maior estudo e de profissionais acostumados e especializados.

5.      A realidade aumentada na tecnologia na advocacia

Outro termo que você já deve ter ouvido falar é o de realidade aumentada. Contudo, como essa tecnologia na advocacia pode surgir como uma tendência? E, ademais, o que realmente significa isso?

Em síntese, a realidade aumentada utiliza câmeras e sensores de movimento. Embora seu principal uso seja no entretenimento, cada vez mais tem sido utilizada de outras maneiras, como nas áreas de design, no marketing e no ensino.

Assim, um possível uso é o da transmissão de vídeos com maior interatividade, trazendo uma espécie de novo mundo ao expectador. É possível transmitir informações de uma maneira mais didática, além de outras vantagens.

Dessa maneira, a tendência é que seu uso comece a evoluir nas comunicações nos próximos anos. Como resultado, será possível compartilhar mais facilmente imagens 3D em reuniões remotas, por exemplo.

6.      O atendimento personalizado e as inovações do marketing jurídico

tecnologia na advocacia, Tecnologia na advocacia: as 7 principais tendências

É impossível falar em tecnologia na advocacia sem se referir ao marketing jurídico. Esta é uma área que teve uma grande evolução nas últimas décadas, e hoje em dia é imprescindível saber lidar com ela da melhor maneira.

Por isso, é recomendável que seu escritório tenha um bom planejamento de marketing. Ele deve incluir aspectos tanto do chamado marketing offline quanto do marketing digital, garantindo que está atingindo um maior número de clientes potenciais.

Leia mais:  Saiba qual é a validade jurídica dos documentos online

Além disso, porém, o marketing jurídico possui ferramentas e conceitos que trazem outra vantagem. Esta é a do atendimento personalizado, visto cada vez mais como importante no relacionamento com o cliente.

Isto acontece não somente porque todos gostamos de ser bem atendidos, como também porque cada pessoa tem as suas próprias necessidades e dúvidas. Ou seja, é o mesmo que dizer que cada um precisa de um atendimento próprio.

As ferramentas atuais permitem uma maior personalização das ações de marketing e de suporte. Dessa forma, isso permite também que o seu escritório esteja mais próximo do que o seu cliente realmente precisa, o que irá aumentar os níveis de satisfação.

7.      Os softwares jurídicos e seus benefícios na otimização de processos e recursos

Outro tema sobre o qual é impossível não comentar quando o assunto é tecnologia na advocacia é o dos softwares jurídicos. A cada momento, surgem novos no mercado, cada um com as suas especificidades.

Desse modo, é importante entender o que cada um traz de benefício, e como pode se adaptar às necessidades do seu escritório. Assim como já falamos ao longo do texto, eles auxiliam numa série de processos, como na automação de tarefas e na otimização do tempo.

Isto é, estas ferramentas oferecem um ótimo custo-benefício. No caso do GOJUR, por exemplo, ele permite desde o gerenciamento mais fácil dos processos, agrupando informações e capturando tribunais e publicações, até a facilidade na gestão financeira do escritório.

Além disso, ele possui acesso próprio para os clientes, tem uma agenda corporativa com recursos avançados e oferece suporte personalizado. Por isso, é uma das melhores opções do mercado.

Para ter seu teste grátis com o GOJUR e começar a aproveitar os benefícios da tecnologia na advocacia, basta clicar aqui!

Compartilhe este conteúdo

Deixe um comentário